Skip to contentSkip to navigation menu

Sao Paulo – July 17, 2013

ASOS lança comércio eletrônico na China com tecnologia da hybris

hybris, provedora de software de comércio eletrônico, anuncia que a plataforma hybris Commerce Suite foi selecionada pela ASOS, maior loja online britânica no setor de moda e beleza, para o lançamento do seu comércio eletrônico na China. Por meio da integração entre hybris e ASOS, será disponibilizada uma experiência de comércio Omni-Channel (Internet, lojas físicas e dispositivos móveis, entre outros) para 420 milhões de consumidores online do mercado chinês, além de uma versão móvel totalmente integrada com a loja online.

A partir dessa ação, a ASOS ingressa no continente asiático e poderá ampliar ainda mais o seu portfólio, que já contempla produtos de mais de 60 marcas comercializadas nas lojas online existentes nos Estados Unidos, na Alemanha, Espanha, França, Itália, Reino Unido, Rússia e Austrália. As vendas da empresa atingem 241 países a partir de um Centro de Distribuição localizado no Reino Unido.

“A China possui o maior potencial de crescimento para o comércio eletrônico em toda a região Ásia-Pacífico e, por esse motivo, criamos um site com objetivo de atingir a liderança do mercado local”, explica Pete Marsden, CIO da ASOS. “Escolhemos a plataforma Omni-Channel da hybris após comprovar que suas funcionalidades são ideais para suportar nossa estratégia de negócios no mercado chinês, principalmente devido às expectativas de obter alto volume de vendas em curto prazo e às parcerias que pretendemos estabelecer com empresas locais que nos ajudem a fortalecer a marca ASOS entre os consumidores”, complementa.

De acordo com Burghardt Groeber, Vice-Presidente da hybris na Ásia, a ASOS é uma das empresas com maior conhecimento do cenário em que se encontra o varejo online na China. “Proporcionaremos à ASOS uma análise completa do modo como os clientes interagem com o comércio eletrônico, de modo a facilitar a compreensão das peculiaridades dos hábitos de consumo locais que não são facilmente identificadas quando uma empresa de outro País inicia operação na China”, ressalta.